Giordano Bruno

Giordano Bruno foi um filósofo, matemático, teólogo, e religioso italiano considerado um homem além do seu tempo, sofreu diversas perseguições da igreja católica e ficou marcado na história por defender teorias até então desacreditadas, teorias essas por qual foi morto queimado na fogueira.

Vamos conhecer um pouco da sua história?

Contexto Histórico

Antes de conhecer a vida de Giordano Bruno é importante desvelar o contexto histórico a qual estava inserido, considerando os fatos de como as pessoas daquela época entendiam e interpretavam o mundo através da observação do céu e as estrelas.

É estranho falar que as pessoas de épocas passadas olhavam o céu como uma verdadeira rotina, sendo que nos tempos atuais, na maioria das vezes nem nos lembramos de ao menos admirar o céu e suas maravilhas.

Por volta dos anos 1500 na era medieval, os povos de determinadas regiões olhavam para o céu e não sabiam identificar o que era os “pontos” brilhantes que brilhavam tão intensamente no céu, as explicações muitas das vezes advinham de lendas, religião e mitos, e criações de histórias fantásticas, as histórias criadas eram repassadas oralmente por pessoa e pessoa.

As histórias contadas foram repassadas por anos, criando diversas superstições e consequentemente a criação de vários mitos, e era tão sério, que até mesmo surgiu a fantasia de surgimento de criaturas que assustavam os povoados, os mesmos procuravam na religião um meio para se proteger dos fenômenos sobrenaturais, e você estar se perguntando, quais eram esses fenômenos sobrenaturais? Os fenômenos eram os magos, bruxas e as chamadas criaturas da noite.

Além desses medos, havia outro maior, a santa inquisição da igreja católica, a mesma igreja que mostrava um caminho de paz, esperança, e conforto, também transmitia medo, pois aqueles que eram vistos ou reconhecidos como hereges sofriam as conseqüências da doutrina religiosa, em algumas situações poderia até tomar medidas trágicas e levar o herege à morte.

Confira também: Sofisma e Xintoísmo

Podemos observar que a vida na era medieval não era nada básica, não é? O amor e o medo pela igreja, os mistérios da natureza, e o medo da escuridão, da noite, foram as principais características de uma época sombria.

Foi nesse contexto histórico que surgiu Giordano Bruno.

Afinal, quem foi Giordano Bruno?

Quem era Giordano Bruno
Quem era Giordano Bruno

Giordano bruno nasceu na cidade de Nola, Itália, no ano de 1548, desde pequeno demonstrou ser um garoto muito esperto e dono de uma grande inteligência, e tinha como principal característica uma personalidade forte e dono de uma grande memória.

Estudou filosofia, literatura, e teologia, e com seus 24 anos de idade ingressa na vida sacerdotal, além de ter possuído uma grande inteligência e ter mostrado uma grande vocação religiosa, Giordano tinha uma grande capacidade de memorização das coisas, e com esse dom, o filósofo começou a se interessar pela arte chamada de “Mnemônica”. A Mnemônica nada mais que é um conjunto de técnicas para estimular a memorização, durante um intervalo de tempo

 Bruno começou a se interessar pelos conhecimentos e questionamentos que advinham do próprio saber, e resolveu virar filósofo, e foi a partir da filosofia, que Bruno criou pensamentos e teorias muito além do seu tempo.

Os pensamentos e teorias foram criados a partir de muita leitura e a busca do saber em livros, documentos, histórias passadas, e através desse contexto, o filósofo começou a ter insights, vamos observar quais foram esses insights e como mudou sua vida?

Outros artigos:

Principais Teorias

No século 16 acreditava-se que a terra era o centro do universo, e todos os astros, como a lua, céu, estrelas giravam em torno da terra, não se sabe ao certo como foi, que época foi, mas Giordano Rompe com essa teoria.

E você deve estar se perguntando como Giordano Bruno rompeu com tal idéia?

Em um sonho, ou até mesmo chamado de insights, Bruno se viu flutuando sob a terra e observou que a terra era apenas um planeta, como marte e Venus, e era a terra que girava em redor do sol e não ao contrário, cada pontinho luminoso no céu, ou seja, as estrelas eram outros astros como o sol, e por esse fato, cada estrela possuía em sua volta outros planetas, e cada planeta tinha seus próprios mundos. Giordano foi uma das primeiras pessoas do mundo a dizer claramente que existia vida fora da terra.

Bruno através dos seus insights deduziu que o numero de estrelas no universo eram infinitas, ou seja, o próprio espaço era infinito, como era um grande seguidor religioso, Giordano conclui que a obra do criador não tinha limites, Deus criou um universo infinito repleto de mundos.

Giordano Bruno x Igreja Católica

Mas, nem tudo estava tão bem assim, os pensamentos de Giordano começaram a incomodar a igreja, após esse fato, Bruno resolveu abandonar sua vida de sacerdote e começou a vagar pelas ruas da Europa, com esse afastamento pode escrever diversas obras e pensar mais profundamente nos ensinamentos do cristianismo.

Os pensamentos de Giordano sobre o universo o fizeram ser considerado herege, que era um perigo naquela época, mas se fosse apenas as teorias dos planetas, estrelas e universos, estava tudo sobre controle, mas Giordano começou a questionar a bíblia:

  • Questionou a Virgindade da Virgem Maria
  • Ideias contrarias a divindade de Cristo e a santíssima trindade
  • E, além disso, questionou a igreja em si, a corrupção e principalmente o abuso de poder

E, como já podemos imaginar, Giordano começou a ser Perseguido pela santa inquisição, departamento da igreja católica que puniu diversos hereges severamente no século 12 em diante, o mesmo teve q se refugiar em diversos países e sobreviva de pequenos trabalhos e a bondade de outras pessoas, passou por diversas cidades como Itália, frança, Inglaterra e Alemanha.

Leia também: Holismo

Hermetismo

No Hermetismo Giordano encontrou a principal base dos seus pensamentos, vista como uma espécie de filosofia oculta era o estudo e a prática da magia e o chamado cultismo, e foi a partir desse fenômeno que posteriormente surgiu o conhecimento chamado de alquimia.

É a partir daí, que há relatos que o filósofo estava se tornando um mago alquimista e era apontado pela prática da magia negra.

A prática de magia negra chamou atenção de muitas pessoas, tanto que o mesmo foi convidado a ensinar tal prática para um nobre de Veneza, Giovanni Mocenigo, o mesmo tinha intenção de conquistar através da magia negra sucesso nos negócios, Bruno recusou tal proposta, o nobre de Veneza se contrapôs a negativa de Giordano e o ameaça, se ele não o ensinasse a arte da magia, o entregaria a santa inquisição.

Giordano acabou sendo preso no palácio por tal recusa, e a situação se agravou, pois dias se passaram e ninguém veio abrir a porta, tanto que apenas decidiu esperar, pois não tinha como fugir, durante os dias Giordano ouvia diversos barulhos no palácio, tanto que os ruídos foram ficando cada vez maiores nas escadas. Giordano esperava o pior.

Recomendado para você: Atitude Filosófica

Santa inquisição e Giordano Bruno

Os ruídos na escada era a santa inquisição que conseguiu prender bruno, foi levado a julgamento, sendo torturado e jogado em um calabouço totalmente escuro no fundo de um poço, mas não acabou, o pior estava por vir, ao saber da captura de bruno, uma comitiva romana chega a Veneza, o objetivo era levar o filósofo a santa inquisição de Roma, no vaticano foi aprisionado nas masmorras de Roma e lá ficou por longos oito anos, nesse período foi interrogado, julgado e torturado por diversas vezes, e mesmo assim, nunca mudou suas convicções.

E por longos oito anos, foi considerado culpado, sendo julgado e acusado pelas seguintes afirmações:

  • “Sustentar opiniões contrárias a Fé católica e contestar seus ministros.”
  • “Sustentar opiniões contrárias a trindade e a divindade de cristo e a encarnação.”
  • “Sustentar opiniões contrárias sobre Jesus como cristo.”
  • “Sustentar opiniões contrárias a virgindade de Maria.”
  • “Reivindicar a existência de uma pluralidade de mundos e suas eternidades.”
  • “Acreditar na transmigração da alma humana em brutos.”
  • “E por fim, envolvimento em magias e adivinhações.”

No entanto, a condenação de Giordano não foi concebida e ficou sob responsabilidade do governador, algumas teorias dizem que no final do julgamento o filósofo teria dito as seguintes palavras:

“Talvez sintam maior temor ao pronunciar esta sentença do que eu ao ouvi-la”

No dia 8 do ano de 1600, o governador responsável pelo caso, condena Giordano bruno a ser queimado vivo em ato público. E foi no dia 17 de fevereiro que Giordano foi amarrado em uma estaca e o fogo foi tomando conta, era o fim de Giordano Bruno, mas não o fim de suas teorias.

Confirmação da teoria de Giordano Bruno

Johanes Keples teve grande importância na disseminação das teorias de Giordano, foi após cinco anos da sua morte que o astrônomo alemão, formula a lei dos movimentos planetários, confirmando que os planetas giravam em torno do sol, cinco anos posteriormente, surge outro astrônomo, Galileu Galilei, físico, matemático, e filósofo italiano, observa através do telescópio as luzes de júpiter, comprovação visual que outros satélites giravam em torno de outro planeta.

Outros artigos recomendados: Arianismo e Confucionismo

Principais Obras

  • A sombra das ideias (1582)
  • A causa, o Principio e o Uno (1584)
  • Acerca do Infinito Universo e Mundos (1584)
  • Expulsão da besta triunfante (1584)
  • Os heróicos Furores (1585)
  • Sobre o tríplice mínimo e a tríplice medida (1591)
  • A Mônada, o Numero, e a figura (1591)
  • Sobre o inumerável, imenso e não configurável (1591)

Curiosidades

  • No ano de 2017, um adolescente morador do acre, causou um grande suspense devido o seu desaparecimento repentino e um tanto misterioso, o mesmo era um grande admirador das obras de Giordano Bruno, tanto que antes do sumiço, deixou diversos escritos sobre a vida extraterrestre, mas depois de algum tempo, o garoto foi encontrado e relatou que participou de uma grande experiência mágica.
  • E se você pensa que a vida de Giordano Bruno ficou apenas nos livros, está enganado, Giuliano Montaldo gravou um filme contando a vida de Giordano, em 1973.
  • No local da sua execução, em Fiori, foi erguido um monumento em sua homenagem, a obra foi concluída no ano de 1889, sob responsabilidade e elaboração do escultor Ettore Ferrari (1845-1929)

Principais citações

“Não é fora de nós que devemos procurar a divindade, pois que ela está do nosso lado, ou melhor, em nosso foro interior, mais intimamente em nós do que estamos em nós mesmos.”

“É a prova de uma mente inferior o desejar pensar como as massas ou como a maioria, somente porque é a maioria. A verdade não muda porque é, ou não é acreditada por uma maioria das pessoas.”

“Todo amor deriva do ato de ver, o amor inteligível do ato de ver inteligivelmente; o sensível do ato de ver sensivelmente.”

“O homem não terá limites, e um dia se dará conta disso e será livre, ainda neste mundo.”

___

Conteúdo original, não se esqueça de referenciar: Disponível em: < https://resumos.soescola.com/filosofia/giordano-bruno/ >

Kit Alfabetização Só Escola
TURBINE O APRENDIZADO DO SEU PEQUENO! Com o KIT SÓ ESCOLA seu filho ou aluno vai reforçar e/ou acelerar o processo de alfabetização. São centenas de atividades educativas lúdicas e atualizadas.