Auguste Comte

Kit Só Escola Autismo

Auguste Comte (1798-1857) ou mais conhecido como Comte foi um filósofo e sociólogo francês do século XIX de suma importância para a história, o mesmo é conhecido como fundador do positivismo e um dos primeiros sociólogos do mundo, tanto que é visto como o pai do pensamento sociológico, mas foi apenas com Durkheim que a sociologia se formou como ciência.

Comte pode ser considerado também um reformista social, o mesmo se interessava pela ciência como uma forma de aperfeiçoamento para a sociedade, por isso o conhecimento cientifico necessariamente tinha que ser útil.

O pensamento de Comte influenciou grandes pensadores como Karl Marx, Jonh Stuart, Mill George Eliot, Harriet Martineau, Herbert Spencer e Émile Durkheim.

Comte acreditava que o único tipo de conhecimento válido é obtido pela observação empírica que ficou conhecido como o positivismo. O nome positivismo deriva do Francês que significa colocar no lugar ou colocar na mente pela experiência.

A corrente positivista de comte representou grandes contribuições para organização social, vamos conhecer uma pouco mais de sua vida e principais pensamentos?

BREVE BIOGRAFIA

Auguste Comte Biografia
Auguste Comte Biografia

Isidore Auguste Marie François Xavier ou mais conhecido como Auguste Comte nasceu em 1978 no dia 19 de Janeiro na cidade de Montpellier- França e veio a falecer no dia 5 de setembro de 1857 com apenas 59 anos de idade em Paris- França.

Comte foi filho de Louis Comte e Rosalie Boyer Comte, o pai era um oficial e a mãe uma monarquista e grande devota ao catolicismo.

O pensador recebeu uma grande educação durante a sua vida, tanto que com apenas 15 anos de idade adentrou a Escola Politécnica no ano de 1814 e logo após destacou-se como um aluno de grande inteligência e habilidades, mas após dois anos na instituição, acabou sendo expulso por liderar um movimento de protesto, depois de algum tempo, começou a lecionar com aulas particulares.

Nos anos de 1817 e 1824 trabalhou por um período como secretario do conde Henri de Saint-Simon a qual recebeu grande influência acerca do socialismo utópico, o mesmo o orientou aos estudos das ciências sociais e contribui com ideias importantes que orientaram o seu pensamento.

Em 1822 publica uma de suas obras mais importantes que deu inicio ao seu pensamento positivista “Plano de Trabalhos científicos para Reorganizar a Sociedade”, por esse período o filósofo sofreu algumas crises de ansiedade e apenas conseguiu se recuperar em 1830, crise essa que se iniciou em 1826, ou seja, 4 anos depois.

O “curso de filosofia Positivista” contou com grande 6 volumes, obra essa que publicou no período citado acima.

Na “Ecole Polytechnique” foi convidado para ser tutor e examinador no ano de 1832 a qual ficou no cargo até 1842, no mesmo ano decidiu separar-se da atual esposa e começou a se interessar por Clotilde de Vaux, ambos não chegaram a ter nada sério, apenas um amor platônico vindo de Comte.

Auguste Comte nesse período começou a se perder no âmbito econômico e precisou de favores financeiros de alguns admiradores do seu trabalho e amigos, no ano de 1848 foi um ano considerado divisor de águas em sua vida, ano esse que criou uma espécie de “Sociedade Positivista” que propiciou a entrada dos escritos” Sistema de Política Positivista” no qual propôs uma nova concepção da sociedade humana entre os anos de 1851 e 1854.

Já no ano de 1856, publicou “Síntese Subjetiva” que veio a ser o primeiro volume, infelizmente os outros volumes não foram publicados, pois Auguste Comte veio a falecer pelo o agravamento de um câncer.

Recomendamos ainda: Utilitarismo e Demagogia.

PRINCIPAIS IDEIAS DE AUGUSTE COMTE

CIENTIFICISMO

Primeiramente é importante ressaltar a época em que Comte estava inserido, o mesmo viveu em uma fase a qual o cientificismo era a posição filosófica dominante, o cientificismo é a crença que só a ciência é capaz de resolver todos os problemas humanos, portanto, o único verdadeiro conhecimento é aquele obtido pela ciência e apenas esse único saber deve ser digno de atenção.

O cientificismo resultou na supervalorização do conhecimento cientifico e a desvalorização de outras formas de conhecimento.

Para Comte apenas o conhecimento cientifico deve ser considerado válido tornando-se a base principal de sua filosofia.

Logo, o conhecimento obtido pelo campo é digno de confiança a diferenciando de outros tipos de saberes como as doutrinas religiosas, as crenças individuais, senso comum e as superstições.

Na visão de Comte todo conhecimento que não tivesse utilidade prática não era visto com bons olhos pelo filósofo, mesmo que esse conhecimento tenha sido obtido dentro do mais absoluto vigor cientifico.

Para o filósofo a ciência deveria considerar primeiramente o valor prático de suas descobertas, ou seja, a mesma deveria identificar as relações entre os fenômenos físicos regulados por leis uma vez que essas relações se tornassem conhecidas elas deveriam ser usadas para se prever e controlar o ambiente de modo a melhorar a condição de vida da sociedade.

Em linhas gerais, o papel da ciência é simplesmente oferecer maior controle sobre a natureza e possibilitar a melhoria da vida humana, tanto que o mesmo citou: “Saber para poder prever.” A ciência deve ser prática e não especulativa.

Não deixe de ver: Falácia e Baruch Espinosa.

POSITIVISMO

O positivismo já teve suas primeiras nuances na Grécia antiga com Epicuro que procurou libertar o homem da teologia oferecendo uma explicação do universo baseado em leis naturais e por toda história da filosofia pode-se encontrar pensadores com inclinações positivistas, mas é na filosofia de comte que essa tendência encontra seu ponto de culminância.

O positivismo foi uma corrente sociológica instituída no século XIX que defendia em grande medida a aplicação de métodos científicos baseados na experimentação como única forma de propiciar o conhecimento verdadeiro sobre a sociedade.

É importante saber que o positivismo foi criado em meio à revolução industrial e o iluminismo, logo a sua principal fonte de defesa de argumentação era que o conhecimento produzido pela ciência é o melhor tipo de conhecimento para identificar problemas sociais e compreender melhor a economia, a política e a sociedade em si, visto que esse era o principal intuito do período, ou seja, compreender melhor a sociedade.

O propósito maior era alcançar a ordem e o progresso, Comte observou o processo de formação dos grandes campos urbanos, dessa forma pode refletir sobre os fenômenos sociais

De acordo com a teoria de comte o estudo da sociedade deve ser tão rigorosa quanto o estudo apreendido pelas ciências naturais, assim a ciência da sociedade deve ser rigorosa dando a sociologia o caráter de uma ciência válida baseando-se sempre na experimentação a fim de explicar os fenômenos sociais.

Para Comte as únicas coisas as quais o ser humano pode ter certeza são aquelas que podem ser observadas publicamente e que podem ser compartilhadas com outras pessoas, ou seja, os dados científicos podem ser publicamente observados de maneira que outras pessoas interpretem e verifique a exatidão desses dados.

O positivismo é visto como uma espécie de evolução do iluminismo do século XVIII, o positivismo vê na ciência um guia de descobertas da sociedade e o mundo, a corrente é uma filosofia que identifica a racionalidade como um dos principais elementos para se buscar a razão e a verdade.

Comte foi o primeiro pensador a identificar que a sociedade deve ser um objeto de estudo, com esse fato, cria-se a sociologia e a mesma é estudada através de um método cientifico, ou seja, a sociologia é a observação, comparação e classificação dos métodos de acordo com os métodos positivos das ciências anteriores, é dessa forma que seria possível compreender e estudar a sociedade e posteriormente organizá-la e reformá-la.

Assim, o positivismo é uma corrente filosófica que estuda a sociedade através de fatos as vendo como algo natural a evolução social, a corrente abandona as causas dos fenômenos e adentra as suas leis, tornando-se assim fenômenos observáveis.

O positivismo visava uma sociedade organizada e não atrelada ao poder espiritual, Comte observou que cada fenômeno possuía as suas particularidades, assim, cada método necessariamente deveria ser particular a cada fenômeno.

TRÊS ESTÁGIOS DA SOCIEDADE

Para comte a sociedade passa por três estágios diferentes de acordo com os fenômenos naturais conhecido também como a lei dos três estados:

  • O primeiro estágio é visto como mais primitivo, estagio teológico, nesse estagio a explicação para fenômenos sociais são baseados em superstições e misticismo, ou seja, divindades diretamente responsáveis por esses mesmos fenômenos.
  • O segundo estagio é conhecido como Metafísico, a qual os fenômenos naturais são explicados com base em essências, princípios, causas e leis que não podem ser observadas ou testadas. A filosofia do famoso Aristóteles é um exemplo desse estagio.
  • Já o último, é o estagio cientifico, considerado o mais avançado estagio de desenvolvimento, as explicações metafísicas sobre fenômenos abre espaço para descrições cientificas, além disso, a previsão e o controle de fenômenos sociais tornam-se absolutamente importantes, assim, esse estagio está contido o positivismo.

O mesmo considerava que os indivíduos passavam individualmente por esses três estágios, ou seja, na fase ainda não madura os fenômenos naturais são teológicos, as crianças se satisfazem com explicações voltadas a religião.

Na juventude é a fase metafísica, ou seja, as explicações são procuradas mais profundamente, e na fase adulta, Comte identifica o individuo como um filósofo natural que adota uma postura mais cientifica e deseja entender o mundo no prisma da ciência.

Outros artigos recomendados: Michel Foucault e Simone de Beauvoir.

FISICA SOCIAL SOCIOLOGIA

Auguste sentiu a necessidade de criar uma nova disciplina que completasse as diversas ciências que segundo ele já havia atingindo a positividade, mas faltava algo mais, e nesse fato ele criou a Física Social ou conhecida como Sociologia, campo esse que completou o quadro das ciências a qual o filosofo definiu como mais abrangentes até as mais básicas, ou seja, uma hierarquia das ciências como a matemática, astronomia, física, química, biologia, e por fim, sociologia, anos mais tarde, acrescentou a moral como uma ciência.

O termo foi usado por comte para descrever o estudo como diferentes sociedades poderiam ser comparadas tendo como base os três estágios de desenvolvimento definidos pelo mesmo.

RELIGIÃO DA HUMANIDADE

No ano de 1847 Comte começou a idealizar uma instituição chamada por ele “Religião da Humanidade.” A sociedade nessa visão é construída a partir de uma visão utópica baseada em princípios científicos cuja organização é voltada através de preceitos da igreja católica romana.

Em linhas gerais, Comte passa a discutir o positivismo como se ele fosse uma religião, nessa religião cientifica Deus seria substituído pela humanidade e os padres dariam lugar para os cientistas e filósofos, Comte seria o Papa e os adeptos a religião é a representação da classe trabalhadora e entre as mulheres.

Veja mais:

PRINCIPAIS OBRAS DE AUGUSTE COMTE

Abaixo estão dispostas as principais obras desse grande pensador:

  • Plano de Trabalho Científico para Reorganizar a Sociedade (1822)
  • Opúsculos de Filosofia Social (1816-1828)
  • Curso de Filosofia Positivista (1830-1842)
  • Discurso Sobre o Espírito Positivo (1844)
  • Uma visão Geral do Positivismo (1848)
  • Sistema de Política Positiva (1851-1854)
  • Catecismo Positivista (1852)
  • Apelo aos Conservadores (1855)
  • Religião da Humanidade (1856)
  • Síntese Subjetiva (1856)

CURIOSIDADE

Os dizeres da bandeira do Brasil “Ordem e Progresso” teve como influência o lema citado por Auguste Comte: “ Amor como principio, ordem como base e progresso como objetivo.”

Outra curiosidade é que o filósofo foi criador do termo “austruisme” que em português significa “ altruísmo”, a filosofia de comte se resume em única frase: “ vivre pour autrui”, ou seja, “ viva pelos outros”

PRINCIPAIS FRASES E CITAÇÕES

“A moral consiste em fazer prevalecer os instintos simpáticos sobre os impulsos egoístas.”

“Só os bons sentimentos podem unir-nos uns aos outros; nunca o interesse mesquinho determinou laços firmes.”

“Toda a educação humana deve preparar todos para viverem pelo outro a fim de reviverem no outro.”

“Não existe sociedade sem governo, assim como governo sem sociedade.”

“Os vivos são sempre, e cada vez mais, governados pelos mortos; tal é a lei fundamental da ordem humana.”

“Nem sempre é possível ou conveniente suspender o juízo.”

Kit Alfabetização Só Escola
TURBINE O APRENDIZADO DO SEU PEQUENO! Com o KIT SÓ ESCOLA seu filho ou aluno vai reforçar e/ou acelerar o processo de alfabetização. São centenas de atividades educativas lúdicas e atualizadas.