Ceticismo

O ceticismo é visto como uma corrente filosófica fundada por Pirro (318-272), um filósofo grego que durante suas viagens pode conhecer diversas culturas e com elas duvidar se há realmente um conhecimento verdadeiro.

O ceticismo é conhecido por duvidar de todos os fenômenos que fazem parte da vida humana, ou seja, é uma corrente que suspende o uso do juízo sobre determinadas crenças, opiniões e pensamentos que são vistos como verdadeiros pelo senso comum.

Portanto, a teoria defende que o ser humano não pode chegar a nenhuma certeza absoluta.

 Vamos conhecer um pouco mais desse pensamento?

AFINAL, O QUE É CETICISMO?

Primeiramente a palavra vem de origem grega “sképsis” que significa “ exame”, “investigação”, em linhas gerais o ceticismo está contido em um estado de questionamentos, é a indagação sobre as coisas que rodeiam a sociedade.

Nos tempos atuais, o termo está muito ligado a não crença de qualquer coisa, ou seja, são aquelas pessoas que duvidam de tudo em volta e consequentemente não acreditam em nada.

Mas a corrente vai bem além, a mesma busca o não julgamento como o principal fator para a busca da felicidade plena, ou seja, é manter uma posição de neutralidade em todas as questões que podem esperar e que não necessitam de uma “opinião” imediata, e por fim, o segmento desaprova os dogmas estabelecidos pela igreja.

A pessoa cética não emite qualquer opinião, é nesse principio que é alcançado o chamado “afasia”.

Veja também:

CLASSIFICAÇÃO DO CETICISMO

O ceticismo pode ser classificado de duas maneiras essenciais: ceticismo exagerado e moderado.

O ceticismo exagerado é aquela duvida colocada na cabeça de uma determinada pessoa e consequentemente acaba atrapalhando toda sua vida social e prática, ou até mesmo, quando o individuo começa a duvidar apenas por duvidar, sem sentido ou razão para o questionamento.

Já no âmbito moderado, é a duvida com fundamento, ou seja, quando a pessoa duvida e tem razão para duvidar de tal coisa ou até mesmo de uma determinada ação, é a duvida que surge para chegar-se em um conhecimento.

O filósofo Descartes citou o seguinte principio: “tudo o que é duvidoso, seja considerado falso.” As principais concepções do filósofo foram de grande importância para buscar um conhecimento verdadeiro em relação à natureza das coisas.  Esse principio foi elaborado através da duvida cartesiana e no ceticismo metodológico.

PIRRO DE ÉLIDA

Pirro de Élida nasceu na cidade de Elis e é considerado o primeiro filósofo a dar entrada aos estudos sobre o ceticismo, o mesmo não deixou escritos, mas alguns dos seus pensamentos podem ser vistos nas obras de Timon de Fliuente (360-230 a.C)

O Filósofo também ficou conhecido por criar a escola “pirronismo” nome esse que foi dado em origem ao seu nome. Durante suas viagens realizadas com Alexandre, O grande, Pirro pode conhecer diversas culturas, lugares e doutrinas diferentes, com esse conhecimento obtido, o filósofo começou a pensar de forma diversa sobre algumas coisas que pensava que conhecia, por esse fato, começou a ter uma postura cética.

Para ele não da pra dizer o que é certo ou errado, o que é bom ou ruim, injusto e justo, pois determinados comportamentos que são considerados errados em um lugar, pode ser considerado correto em outros.

Se o individuo quer levar uma vida tranquila e sábia, é preciso aceitar o fato que não da para obter o conhecimento baseado na certeza, é viver na suspensão do juízo, pois não há certezas concretas, conhecido como “epoché”, é o ato de suspender o julgamento.

Recomendamos ainda: Filosofia Cristã.

CETICISMO FILOSÓFICO

O ceticismo foi uma escola da Grécia antiga, os céticos eram os filósofos de tradição helenistas, os filósofos helenistas estavam preocupados com a tranquilidade e a paz de espírito.

Assim, os céticos se perguntavam: como atingir a paz de espírito? Como viver em paz em um mundo tão conturbado?

Para os céticos a posição filosófica que nos garante paz e tranquilidade, é suspender o juízo, ou melhor, suspender o julgamento, não tomar partido, opinião, assim adquirir a tranquilidade.

Pirro já dizia que a nossa vida é muito curta, e nós seres humanos somos muito limitados, pode até existir uma verdade absoluta, mas a vida é curta demais para conhecê-la, é melhor ter a tranquilidade não julgando.

Mas é importante ressaltar que a filosofia cética não diz para não fazer nada, e sim, viver para tomar decisões razoáveis. Para os céticos é assim que conseguimos atingir a felicidade.

E assim, podemos aprender com os céticos, não julgar, não tomar partido, primeiramente conhecer a realidade e tomar as devidas escolhas, garantindo uma vida feliz e sem dor de cabeça.

DAVID HUME X CETICISMO

 David Hume (1711-1776) um importante filósofo da sua época, acreditava que o nosso conhecimento é meramente um hábito, a ideia de causalidade não é algo tão concreto, o fato do sol nascer no leste e se por no oeste durante todos os anos da existência humana, não significa que pode acontecer amanhã ou depois, talvez aconteça algo totalmente diferente.

Para ele não é possível ter um conhecimento correto e verdadeiro sobre as coisas, pois o juízo é falho, o mesmo é capaz de criar coisas que não existem. O fato de acontecer certos fenômenos habitualmente, não quer dizer que acontecerá sempre, talvez um dia deixará de ocorrer.

Mais em: Niilismo.

CRÍTICA

Dentro do ceticismo pode haver algumas contradições, pois se seguimos a corrente com todos os seus princípios, teríamos que questionar e duvidar do próprio ceticismo… Deu pra entender?

Será que é possível construir questionamentos para o próprio ceticismo? É possível negar tudo que está em volta?? Pois se negarmos tudo, negaremos a própria negação e assim questionaremos a duvida que fez questionar o próprio objeto.

Por esse fato, é preciso acreditar em algo, por mais que as verdades que rodeiam a existência humana sejam contestadas diariamente, eis a pergunta, os céticos podem acreditar em alguma coisa?

CETICISMO X DOGMATISMO

O dogmatismo é uma corrente totalmente diferente do ceticismo, vamos conferir as principais oposições?

O ceticismo questiona tudo que está em sua volta, para a corrente, a dúvida é a única fonte de conhecimento é a renúncia a qualquer conflito, e consequentemente o caminho para a felicidade.

Já o dogmatismo é baseado na verdade absoluta, acredita que o homem pode buscar a verdade concreta sem questionamentos, e por fim, a corrente não discute outras ideias e opiniões contrárias.

Portanto, o dogmatismo aceita como verdade tudo que está em sua volta como fonte natural humana.

Kit Alfabetização Só Escola
TURBINE O APRENDIZADO DO SEU PEQUENO! Com o KIT SÓ ESCOLA seu filho ou aluno vai reforçar e/ou acelerar o processo de alfabetização. São centenas de atividades educativas lúdicas e atualizadas.