Criacionismo

Kit Só Escola Autismo

O criacionismo pode ser entendido em dois princípios básicos, teórico e religioso na criação do mundo e suas vertentes, como o homem, o universo, os animais, todos são frutos da criação divina, ou seja, de um ser acima de nós, sobrenatural.

Diferentemente do evolucionismo de Darwin, o criacionismo não acredita que essas mesmas criações estariam sujeitas a uma evolução ou até mesmo em um processo de transformação, por esse fato a teoria criacionista é totalmente contraria ao evolucionismo.

O criacionismo pode ser encontrado facilmente em escritos sagrados, como a bíblia, a mesma possue em suas passagens explicações mítico-religiosas sobre a criação do mundo e com ela a figura sagrada, essas passagens são encontradas especificamente no livro de Gênesis que explicita Deus como criador de todas as coisas.

É bacana ressaltar, que os diversos tipos de culturas e segmentos religiosos interpretam o criacionismo de maneira própria e particular, vamos para alguns exemplos:

  • A mitologia grega foi à primeira cultura a atribuir a criação do primeiro homem através dos titãs, os mitos contam que o homem foi criado através do barro, mas o céu e a terra foram às primeiras criações, segundo as narrativas bíblicas.

Podemos citar também a mitologia chinesa, cristianismo, judaísmo, islamismo, sendo que essas três ultimas são consideradas as principais religiões do mundo.

Portanto, todos esses segmentos religiosos buscaram e buscam de certa maneira interpretar o surgimento do mundo e o homem, cada qual com suas particularidades e verdades, uma vez que o criador fez sua criatura à sua imagem e semelhança.

É preciso inteirar que a representação divina não está apenas representada na criação do homem, mas pode ser vista também no mundo mortal, como a criação da arca de Noé, que foi uma inspiração dada por Deus.

Contexto histórico

O criacionismo ganhou grande força nos estados unidos na década de 1920, o mesmo passou a ser visto como um segmento de grande importância para as bases religiosas, como o cristianismo, a qual utilizou o termo para representar a evolução humana.

Mas alguns estudos apontam que a teoria já começou a ser questionada no século 19, isso ocorreu pelo fato que os museus começaram a expor plantas e esqueletos de animais já extintos, trazendo certos questionamentos: Qual a explicação desses milhares de extinções na terra?

Para a ordem religiosa isso aconteceu pela grande ira divina que exterminou milhares de espécies para assim pode criar outras, espécies essas semelhantes.

Veja mais em: Niilismo.

Criacionismo Científico

O criacionismo é entendido como um segmento religioso opositor a ciência evolutiva do século XVII, isso se deu quando as principais diferenças entre as teorias começaram a ser notadas, ou seja, a grande oposição entre os princípios científicos evolutivos e as explicações religiosas dada pelo criacionismo.

Como sabemos, Charles Darwin foi o principal representante do evolucionismo no século XIX e foi em sua obra “A origem das espécies” de 1859 que trouxe suas principais concepções, para ele o homem faz parte de uma longa evolução, a qual teve principio com os chamados hominídeos até o homo sapiens, os mesmos correspondem às características dos seres humanos atuais, ou seja, nós.

Por esse fato, Darwin concluiu que o homem e o macaco possuem um mesmo ascendente biológico, mas, é importante mencionar, que o mesmo não afirmou que o homem é descendente do macaco por possuir características em comum, para ele todos os seres vivos existentes possuem uma espécie de ancestral comum, e por fim, trouxe a chamada “seleção natural, a qual apenas os seres mais desenvolvidos e adaptáveis ao ambiente inseridos teriam a capacidade de sobreviver por mais tempo.

Portanto, o evolucionismo é totalmente baseado na ciência e em seus principais princípios, tanto que foi a partir dela que surgiu o famoso experimento de Oparin-Haldane, o mesmo em sua concepção acreditava que os gases existentes teriam sido o caminho para as primeiras formações das moléculas orgânicas e posteriormente o surgimento dos primeiros seres vivos.

Também recomendo: Walter Benjamim.

Veja na tabela abaixo as principais diferenças entre criacionista e evolucionismo:

CriacionistaEvolucionismo
– Deus foi o principal criador do homem e os seres vivos em sua forma atual.– O homem foi criado através de um lento processo há milhões de anos.
– Os dinossauros na visão criacionista são seres que não conseguiram embarcar na arca de Noé e por esse fato não conseguiram escapar do dilúvio.– Os dinossauros são vistos também como parte do processo evolutivo, comprovados através da descoberta de fosseis.
– Já dizia aquela famosa frase, o homem foi feito segundo a imagem e semelhança de Deus, e por esse fato, não descende de primatas.– O homem não descente de primatas, mas há relações próximas de parentesco.
– A evolução do homem não pode ser comprovada em laboratórios, ou seja, cientificamente, por sua vez, ela não é científica.– Os diversos aspectos em relação à origem da vida é complexo e precisam de um maior aprofundamento, uma vez que o método cientifico e não-dogmático é o caminho mais seguro a ser seguido.

Veja também:

Conteúdo original, não se esqueça de referenciar: Disponível em: <https://resumos.soescola.com/filosofia/criacionismo/>

Kit Alfabetização Só Escola
TURBINE O APRENDIZADO DO SEU PEQUENO! Com o KIT SÓ ESCOLA seu filho ou aluno vai reforçar e/ou acelerar o processo de alfabetização. São centenas de atividades educativas lúdicas e atualizadas.