Antropocentrismo

Kit Só Escola Autismo

O antropocentrismo é formado por duas palavras gregas “Anthropos” que significa humano e “ kentron” que significa centro, ou seja, homem no centro. A sua origem está intrinsecamente vinculada aos movimentos humanistas e renascentistas, é visto como uma doutrina filosófica que defende o pensamento que o homem deve estar no centro do universo, momento esse retratado na obra de Leonardo da Vinci: “Homem Vitruviano” de 1590:

Nessa obra Leonardo matematicamente visualizou as proporções do corpo humano a qual nos tempos atuais é considerado um símbolo da simetria básica do corpo e por extensão para o universo como todo, ou seja, representou a forma como o homem é visto no centro do universo e dotado de racionalidade e inteligência.

O universo deve ser analisado necessariamente de acordo com a sua relação com o homem, ou seja, tudo existe para servir os seres humanos.

O antropocentrismo teve suas primeiras nuances de surgimento no século XIV e XVII, foi nesse período que a filosofia ganhou destaque em seu processo de conhecimento, mas o que predominava na época era o pensamento teocêntrico a qual colocava Deus como centro.

O momento em que o antropocentrismo surgiu marcou a separação entre a teologia e a filosofia resultando o surgimento do humanismo renascentista que levou o antropocentrismo a ideia central.

O surgimento de tal doutrina chegou como uma nova era contida na valorização da razão, o homem, a matéria e sua independência, independência essa que levou o ser a criar, refletir, difundir tal pensamento e principalmente produzir conhecimento no tecer científico construindo uma evolução do pensamento humano.

Mais em:

Afinal, o que é antropocentrismo?

Primeiramente é importante ressaltar quem era os antropocentristas, os mesmos eram vistos como figuras importantes em sua época, representados pelos próprios humanistas, artistas e filósofos que valorizavam questões ligadas ao homem, à sociedade e a natureza.

Os filósofos estavam mais preocupados em discutir e explicar o mundo através da razão e da filosofia, e com essa mudança de mentalidade, estimulou a pesquisa científica e muitas obras de suma importância, como aquela que foi mencionada de Leonardo da Vinci.

Em linhas gerais, o antropocentrismo é visto como uma doutrina filosófica ou até mesmo uma ciência que se baseia principalmente a estudar o ser humano o colocando como uma figura livre para realizar suas ações no mundo de acordo com as suas vontades e necessidades.

O Homem diante de sua capacidade de pensar está conjunturalmente inserido no meio cultural, social, histórico e principalmente filosófico e não esquecendo que o ser é a principal referencia de compreendimento do mundo em sua volta.

Lembrando que o humanismo renascentista surgiu através das principais transformações ocorridas na Europa no período que se estendeu no século XV e XVI:

  • Período de Grandes navegações
  • Invenção da imprensa
  • Reforma Protestante
  • Declínio do Sistema Feudal
  • Surgimento da Burguesia
  • Cientificismo

Como mesmo mencionado, o pensamento surgiu para dar um novo sentido aos filósofos e artistas as quais conceberam questões importantes acerca do cientificismo empirista.

A partir disso surge o homem racional passível de ações criticas e questionáveis diante as questões que rodeiam o mundo rompendo com paradigmas anteriores representando principalmente a passagem da Idade Média para a Idade Moderna.

Nesse fator diversos campos de conhecimento de suma importância foram descobertos e ajudaram a contribuir na construção do ser enquanto parte de uma sociedade e natureza: Música, cultura, literatura, pintura, escultura, filosofia, dentre outros.

E não podemos esquecer que nesse período os Humanistas contribuíram para a inserção de disciplinas que conhecemos muito bem nos campos acadêmicos como artes humanidade, ciências, literatura, filosofia, línguas.

O antropocentrismo não deixou o ser divino de lado, apenas concebeu um novo tipo de pensamento racional acerca do ser humano que foi construído a partir da dádiva do próprio ser divino que deveria ser conhecido e explorado pelo homem tornando-o a imagem e semelhança de Deus.

Veja também:

Antropocentrismo x Teocentrismo

Muitos defendem que o antropocentrismo surgiu para reprimir a fé, mas a doutrina mostrou apenas uma nova forma de enxergar a sociedade da época, ou seja, a razão e a crença não são inimigas e sim ambas tentaram mostrar o mundo, a natureza, a humanidade com outro olhar e significados, mas isso depende de como o ser humano enxerga essas transformações.

Mas é importante ressaltar algumas diferenças entre o teocentrismo e o antropocentrismo:

                       TEOCENTRISMO                    ANTROPOCENTRISMO
  A verdade está na bíblia e nas ideias.  Diferentemente do teocentrismo o antropocentrismo acreditava que a verdade não estava apenas na bíblia, mas também na experimentação, observação.
  A fé é inquestionável e se houver questionamentos é pecado.A fé não era negada, mas as ações devem ser guiadas também por um pensamento racional, inclusive a fé, a fé deve se conjugar com a razão, razão essa guiada no mundo terreno com princípios do cientificismo.
 A vida material não tem importância, pois a vida na terra é sinônimo de sofrimento, dor e punição, a verdadeira vida está juntamente com o ser divino.A vida terrena também tem importância, pois tudo que existe é criação do ser divino, pois se ele criou, não é pecado.
Conformismo, aceitação de tudo que é emanado por deus, afinal, a felicidade não está nessa vida.Crença no progresso, Deus criou o mundo para progredir.
A natureza é fonte do pecadoA natureza é bela visto como um fenômeno a qual o homem se insere e realiza suas produções humanas.
Ascetismo  Hedonismo

 Antropocentrismo x Humanismo

O antropocentrismo em sua fase renascentista concebeu um humanismo a qual o homem deveria ser a centralidade de todas as coisas, pensamento esse que abriu espaço para a racionalidade e a perca dos poderes da igreja católica a qual possibilitou diversas transformações sociais de suma importância.

Nos dias atuais alguns estudiosos consideram que o humanismo criado anteriormente possuiu características ditas como inadequadas e até egocêntricas, pois movimentos em busca da preservação ambiental, animal e outras questões importantes leva a enxergar um mundo além da centralidade humana.

Outros textos recomendamos:

Antropocentrismo x Etnocentrismo

Sabemos que o antropocentrismo conceitua o ser em sua centralidade, diferentemente do segmento etnocêntrico, que coloca a sua cultura em detrimento de outras, ou seja, menospreza qualquer uma que tente englobar seus conhecimentos.

Na fase do renascimento ambos os segmentos conviviam de maneira harmônica, pois de maneira similar valorizavam a humanidade e tudo aquilo que continha na mesma, mas com o passar do tempo os pensamentos foram se modificando e tomando suas linhas particulares.

Kit Alfabetização Só Escola
TURBINE O APRENDIZADO DO SEU PEQUENO! Com o KIT SÓ ESCOLA seu filho ou aluno vai reforçar e/ou acelerar o processo de alfabetização. São centenas de atividades educativas lúdicas e atualizadas.