Anaximandro

Muito pouco se sabe da vida de Anaximandro, alguns dados apontam que o mesmo nasceu por volta de 610 a.C em mileto e veio a falecer em sua cidade natal por volta 547 a.C. Como mesmo foi dito não são dados concretos, tanto que um historiador chamado Apolodoro que viveu em Atenas pronunciou Anaximandro em 546 a.C.

Anaximandro de Mileto como o próprio nome já diz foi discípulo e sucessor de Tales de Mileto e também fez parte da escola jônica, o filósofo acreditava que o mundo é somente um entre diversos outros mundos que irão se desenvolver, evoluir e se destruir tornando assim um ciclo infinito e que se iniciou com contatos principais como o frio e o calor.

Vamos entender um pouco mais de sua vida e principais pensamentos?

Biografia

Anaximandro: Biografia
Anaximandro: Biografia

Anaximandro foi um filósofo da natureza ou como mesmo conhecido os chamados “filósofos naturalistas” ou pré-socráticos (antes de Sócrates), como mesmo se sabe não há muitos dados sobre a sua vida, mas foi um pensador que deixou ensinamentos importantes para as gerações futuras.

Como foi dito Anaximandro nasceu na cidade de mileto conhecido hoje como atual Turquia, o mesmo pode desenvolver suas principais concepções na escola jônica ou mais conhecida como escola de mileto fundada pelo “pai da filosofia” Tales de mileto.

Anaximandro estudou e escreveu sobre geográfica, astronomia, matemática, política, mas um dos seus principais escritos intitulado “sobre a natureza” se perdeu e infelizmente não chegou até nós.

O filósofo é considerado o fundador da astronomia da Grécia, pois iniciou o trabalho com o objetivo de medir a distância entre as estrelas e o tamanho das mesmas, e não para por ai, ele também iniciou o uso do relógio solar na Grécia e desenhou o mapa do mundo que ficou muito conhecido na época.

Como seus companheiros Tales de mileto e Anaxímenes, Anaximandro também acreditava na existência de um unitarismo na criação das coisas, ou seja, para esses filósofos a criação tinha algo em comum, o mundo surgiu de um único elemento.

A grande dedicação da sua vida foi à filosofia, mas também se aventurou como político e professor. Anaximandro veio a falecer em 547 a.C.

Veja mais:

Principais pensamentos

Anaximandro acreditava que a água não era o principio de todas as coisas como defendia o seu mestre Tales de Mileto e sim tudo começava com que ele chamava de “Apeíron” que é o infinito na qualidade e quantidade.

Primeiramente “apeíron” em sua termologia significa ilimitado, indefinido e infinito. Para Anaximandro todos nós viemos de uma substância entendida por ele como apeíron, essa substância surge a partir do conflito entre os opostos como o quente o frio, o úmido e o seco.

O “apeíron” não surgiu do nada, o mesmo existe e não tem fim, e justamente por ser infinito na extensão e profundidade pode gerar todas as coisas que conhecemos no mundo.

O filósofo ainda cita que a imortalidade do “apeíron” não é somente algo que não tem fim, mas também é algo que não tem começo, neste ponto Anaximandro tenta destruir as bases das crenças dos Deuses gregos, pois além da substância propor uma nova idéia da criação humana ao contrario do apeíron os Deuses não tinham fim, mas tinham começo, eles nascem em determinado tempo e por esse fato é impossível atribuir a eles a existência das coisas.

Nesse contexto dito, Anaximandro não acreditava em nenhum Deus criado pela mitologia grega, para ele as seqüências naturais de criação, desenvolvimento e destruição eram fenômenos extremamente naturais que aconteciam quando a matéria abandonava e separava do apeíron.

Em linhas gerais, o apeíron era a realidade inicial e final de todas as coisas e por esse fato continha em si toda a natureza, assim, as coisas se constituem através de uma eterna luta entre opostos a qual algo não pode existir quando existe também o seu contrário.

O filósofo acreditava também que o sol agia sobre a água de forma a gerar alguns seres, os mesmos se deslocaram para a terra e foram se tornando cada vez mais elaborados, ou seja, com o passar do tempo eles se desenvolveram, fato esse muito parecido com a teoria da evolução das espécies.

Recomendamos ainda: Sofistas

TERRA

Anaximandro acreditava que a terra possuía formas cilíndricas com vários anéis cósmicos em sua volta, sendo o sol e a lua um dos anéis, e seus raios chegavam até nós através de furos em volta do planeta, e para ele o planeta terra se sustentava através do equilíbrio das diversas forças que atuam sobre ela, fato esse que pode ser visto na idéia que conhecemos hoje nos dias atuais.

E você deve estar se perguntando, como assim?

Sim, a gravidade e a força centrípeta ntrario do apeiron ndro tenta destruir as bases das crenças dos Deuses gregos, pois alcom que ele chamava de “, força essa que mantém a terra girando em torno do sol, tanto que nos tempos atuais muitos estudiosos cientistas ficam admirados com as principais descobertas realizadas por Anaximandro, que embora não contenha fatos tão profundos, antecipou um conhecimento que posteriormente foram comprovados pela ciência.

Os estudos de Anaximandro continuam ganhando grande atenção no campo da ciência e a física moderna.

Outros artigos para leitura:

Principais obras

  • Sobre a natureza
  • Perímetro da Terra
  • Esfera celeste
  • Sobre as Estrelas Filhas

Citações (frases)

“O sol é um circulo vinte e oito vezes maior que a terra; é como uma roda de carruagem, cujo aro é côncavo e cheio de fogo, que brilha em certos pontos de abertura como os bicos dos foles.”

“Todos os seres derivam de outros seres mais antigos por transformações sucessivas.”

“As estrelas são porções comprimidas de ar, com a forma de rodas cheias de fogo, e emitem chamas a partir de pequenas aberturas.”

“O ilimitado é eterno, imortal e indissolúvel. ’

“O ilimitado não tem principio, pois, nesse caso, seria limitado.”

Kit Alfabetização Só Escola
TURBINE O APRENDIZADO DO SEU PEQUENO! Com o KIT SÓ ESCOLA seu filho ou aluno vai reforçar e/ou acelerar o processo de alfabetização. São centenas de atividades educativas lúdicas e atualizadas.