Anaxímenes

Kit Só Escola Autismo

Anaxímenes fez parte da fase pré-socrática da história da filosofia, foi discípulo de Anaximandro e pertencente à Escola Jônica, entre suas principais concepções acreditava nos princípios de Arche, que nada mais é que descobrir as origens das coisas e a Cosmologia.

 A partir dessa concepção aprofundou a sua teoria na lógica dos astros e da natureza e questionou o motivo pelo qual as coisas funcionam de determinadas maneiras.

E não podemos deixar de citar a ideia unitária, ou seja, a crença de apenas uma substância que gerou todo o resto.

Vamos conhecer um pouco mais desse grande filósofo?

Anaxímenes

Breve Biografia

Anaxímenes foi considerado o terceiro representante dos filósofos de mileto, o mesmo nasceu em mileto (atual Turquia) por volta de 588 a.C e veio a falecer no mesmo local, em 524 a.C, foi amigo e seguidor de Anaximandro.

O filósofo fez parte da “escola Jônica”, a escola foi considerada a primeira da história da filosofia, a qual reuniu pensadores importantes pré-socráticos, ou seja, anterior a Sócrates.

Os pré-socráticos entendiam que todas as coisas do mundo estavam relacionadas à “natureza”, e assim, o objetivo maior era desvendar todos os mistérios em volta da mesma, colocando-a como fator primordial da criação do cosmo e da vida.

Toda essa concepção ficou conhecida como “materialismo monista”, para Tales de mileto o elemento essencial geradora de todas as coisas era água (arché) diferentemente de Anaximandro, que acreditava que através da junção dos quatros elementos (terra, fogo, ar e água) concebia-se a massa geradora de todos os seres existentes no mundo.

 Com essa ligação citada acima, Anaxímenes passou a conhecer bem as teorias de Anaximandro e de Tales de mileto e por esse fato, passou a desenvolver ideias importantes sobre as substâncias e qual seria a principal norteadora da vida humana.

 Através de suas análises, começou a acreditar no monismo, ou seja, que apenas uma substância é originaria de todas as coisas.

O mesmo entendia que tal substância é ilimitada porem não indefinida, como dizia o seu mestre Anaximandro, portanto, ele compreendeu que essa substância é o “ar”.

Veja mais:

Principais ideias

Para o grande pré- socrático Anaxímenes, a grande substância que gerou a vida, a natureza, os cosmos, tudo que existe, é o ar, considerado por ele a substância primaria. O ar está em constante movimento, claro que não podemos enxergá-lo em sua forma natural, mas quando se condensa se torna visível aos olhos.

E você deve estar se perguntando, como o filósofo chegou à conclusão que o ar é o principio da vida?

 Ele percebeu que a matéria ar é necessária para a existência, o mesmo notou que a substância está em tudo: no corpo, na pele, no respirar, por esse fato, os seres humanos necessitam do ar para sobreviver.

Anaxímenes acreditava que quando o ar entrava em um processo de esfriamento através da condensação o mesmo se transformava em formas físicas, gerando as pedras, gases, fogo, água e tudo mais que está presente no mundo.

“Todas as coisas se originam devido ao grau de descondensação ou rarefação do ar, a mesma causa também do frio e do calor.”

Vamos entender melhor como funciona o processo do ar no pensamento do filósofo?

  • AR → PROCESSO DE RAREFAÇÃO →TORNA-SE FOGO
  • PROCESSO DE CONDENSAÇÃO → TORNA-SE VENTO → NUVEM → ÁGUA → TERRA

E as demais substâncias que vir a surgir provem das anteriores.

“Com nossa alma, que é ar, soberanamente nos mantém unidos, assim também todo o cosmo sopro e ar o mantém.”

Recomendamos também: Meritocracia e Epicuro.

Conceito de Alma

Anaxímenes acreditava que a alma humana é fundamental para animar o corpo, ou seja, a alma que transmite o movimento e a torna ativa, o mesmo chega à conclusão, que as almas são alimentadas pelo ar, por esse fato, o ser humano respira e através da respiração há o preenchimento da alma dando assim a substância necessária para a mesma movimentar o corpo.

Já no processo de morte, significa que há a falta de ar e a alma para de depender da respiração e consequentemente a movimentação perde forças, até que não existe mais.

Não deixe de ver: Montesquieu

Cosmologia

Já na concepção da cosmologia, Anaxímenes acreditava que todos os astros eram planos e flutuavam sobre o ar, a terra era feita de ar comprimido, e o sol e a lua se originavam dela, girando ao seu redor.

Em linhas gerais, todos os astros existentes contêm formas planas, ou seja, o planeta terra para o filósofo é plana, e assim, a mesma é formada por um ar comprimido resultando na flutuação como todos os outros astros.

E o mais interessante, Anaxímenes acreditava que a lua e o sol na verdade são pedaços da terra que deslocaram e resultaram na energia solar e lunar.

Portanto, na filosofia pré-socrática os mesmos tentavam buscar verdades da natureza, partindo de princípios observatórios do espaço e tempo.

Principais citações

Abaixo estão algumas frases que complementam o pensamento do filósofo pré-socrático, uma vez que pela falta de obras é raro encontrar citações da sua autoria, tanto que essas mesmas citações podem ser de outros autores, vejamos algumas delas:

  • “A razão precisa da experiência; as esta nada vale sem a razão.”
  • “A variação quantitativa de tensão da realidade originaria dá origem a todas as coisas.”
  • “A verdade é de quem fala a verdade.”
  • “Espírito e ar significam a mesma coisa.”
  • “O sol é largo como uma folha.”

Obras

Os filósofos pré-socráticos são bem antigos e por esse fato suas obras acabaram se perdendo com o tempo, mas, em linhas gerais, todos os pensamentos e teorias desses filósofos foram registrados por autores que de certa maneira estiveram presentes em suas falas ou até mesmo guardaram pequenos fragmentos de alguns dos seus escritos.

Portanto, algumas obras escritas por Anaxímenes, somente uma ficou conhecida, chamada “Sobre a natureza.” Por curiosidade esse era o mesmo tema que cercava os pensadores da sua época, a natureza (Physis).

Outras recomendações: Falácia e Zenão.

Kit Alfabetização Só Escola
TURBINE O APRENDIZADO DO SEU PEQUENO! Com o KIT SÓ ESCOLA seu filho ou aluno vai reforçar e/ou acelerar o processo de alfabetização. São centenas de atividades educativas lúdicas e atualizadas.