O que é Maniqueísmo?

Você sabe o que é Maniqueísmo? O Maniqueísmo é uma ideia baseada em uma doutrina religiosa a qual afirma existir um dualismo entre duas principais bases antagônicas, o bem e o mal, ou seja, para o maniqueísmo o mundo é dividido entre o reino de luz, ou seja, o bem, e o Reino das Sombras, simbolizado pelo mal.

O que é Maniqueísmo?

Vamos conhecer um pouco mais dessa filosofia religiosa?

O surgimento do Maniqueísmo

O maniqueísmo como mesmo já mencionado é uma filosofia religiosa que teve como principal percussor Maniu Maquineu, no século III, a filosofia foi bastante contemplada e conhecida por todo Império Romano.

Para desenvolver a idéia do maniqueísmo Maquineu utilizou-se de diversas características de diferentes doutrinas, como o budismo, judaísmo, cristianismo, hinduísmo, zoroastrismo, essa mistura é chamada de sincretismo, ou seja, fusão de diferentes doutrinas religiosas.

Os seguidores do pensamento maniqueísta ressalva a idéia que toda natureza material é considerada má e cruel, ou seja, o mundo terreno a qual vivemos mundo esse em que segundo a doutrina estaríamos pagando os nossos pecados, enquanto a bondade é tudo aquilo que está conectado profundamente no mundo espiritual e no espírito, resumindo, para a doutrina maniqueísta estamos no mundo terreno lutando contra o mal e em constante conflito com a nossa essência, a essência de cada ser está formando o mundo a qual conhecemos.

É a partir do contexto citado acima que entra gnosticismo, o termo é considerado de grande influência para a doutrina religiosa, aqueles que conseguem transcender e buscar o autoconhecimento automaticamente estão libertados da maldade do mundo terreno e assim atingem o ápice que seria o  mundo espiritual, ou seja, o gnosticismo é a superação do mal pelo bem, é o alcance da salvação.

Princípios do Maniqueísmo

A ideia do maniqueísmo pode ser tratada e estudada em três principais pólos, ou seja, segmentos que estão conectados para a chegada do pensamento maniqueísta.

A primeira ideia é bem clara, antes de nós chegarmos ao mundo terreno havia a separação do bem e do mal, pois o nosso espírito em repouso ainda não tinha conexão com a realidade terrena, ou seja, o corpo espírita estava designado estar em um lado bom e puro.

O segundo ponto colocado é que quando o espírito chega à terra de alguma forma, dependendo da interpretação de cada religião, fato esse que explica o motivo do maniqueísmo ter surgido através dessa junção de doutrinas religiosas, e a partir dessa chegada há a junção, ou seja, a união do bem e do mal no mesmo mundo, pois a terra, mundo material, palpável é má, e o espírito é bom, acontecendo a união.

E o terceiro é as almas que conseguem lutar contra o mundo terreno e consequentemente elas trilham para o caminho bom, havendo a separação novamente entre o bem e o mal.

Maniqueísmo x Santo Agostinho

Agostinho de Hipona ou Santo Agostinho (354-430) na idade média foi considerado um dos maiores defensores do Maniqueísmo.  Agostinho era um grande representante da igreja católica, antes de se converter a essa religião o mesmo descobriu diversos pensamentos, segmentos, doutrinas e filosofias diferentes uma da outra, Santo Agostinho era um homem depressivo e olhava para essa junção de conhecimento como uma recarga para sua alma, necessitava de algo que o preenchesse completamente.

E a partir dessa busca de conhecimento, Santo Agostinho conheceu a doutrina maniqueísta, o mesmo até chegou a se interessar pela filosofia religiosa, mas depois da conversão ao cristianismo o mesmo destilou diversas criticas ao segmento.

Através disso nota-se que a doutrina cristã foi totalmente contra ao pensamento maniqueísta, a filosofia religiosa foi definida como uma heresia, ou seja, aqueles que seguiam tal doutrina eram considerados s infiéis.

 Santo Agostinho acreditava fielmente que Deus era o criador de todas as coisas, ou seja, Deus é superior a qualquer outra entidade que poderia a vir surgir, se Deus é criador de tudo, conclui-se para Santo Agostinho que não há presença do mal, Deus é o ser bondoso e o mesmo não criou a maldade, a criação do mundo terreno para Agostinho foi simplesmente uma pura atitude bondosa de Deus, Deus criou o bem, Deus nos criou, ou seja, não se pode ter duas naturezas caminhando juntas como mesmo trás o maniqueísmo.

Por conta de todo o contexto a igreja católica perseguia os seguidores maniqueístas, alegando que o segmento não era algo natural de ser espalhado.

E como surgiu o mal para santo Agostinho? O Filósofo diz que o Mal é a ausência de Deus, ou seja, aonde Deus criou não existe o mal.

Maniqueísmo x Cotidiano

O maniqueísmo é uma doutrina ainda muito presente na sociedade e faz parte da vida de milhões de pessoas, sim, principalmente em filmes, novelas, seriados, desenhos, o que mais pode ser notado em uma cena de filme é a disputada do herói (o bem) contra o vilão (o mal), ou seja, o maniqueísmo é muito presente nessa questão, é a luta contra aquilo que é ruim, que antagônico.

 O que é notável é que as pessoas enquanto sociedade e indivíduos inseridos nesse meio estão acostumados com o maniqueísmo, ou seja, sempre acreditamos em diversos casos do dia a dia que o bem irá vencer o mal sempre, mas é preciso pensar que não necessariamente o bem irá vencer o mal, pois não há uma atitude clara que define com total certeza o que pode ser o bem ou o mal, ou seja, podemos definir tudo isso como uma construção social.

Temos como exemplo claro a série “Lúcifer”, como breve resumo, lúcifer é representado como o diabo na série, ou seja, é o mal da coisa, o mesmo cansado da sua vida no inferno decide tirar férias na cidade de Los Angeles, com o passar da série a imagem do lúcifer sobre os olhos dos expectadores vai mudando, pois lúcifer vai passando a imagem de uma pessoa” boa” a qual toma a decisão de ajudar a desvendar um caso específico de um assassinato, a partir disso os indivíduos são colocados a pensar, qual lado estou? Será que o mal é realmente o mal? Isso retrata simplesmente que as pessoas estão acostumadas a tomar lados, partidos, a série brinca com o maniqueísmo e deixa o telespectador confuso diante de diversos aspectos mostrados.

É possível entender que nem sempre o bem vence o mal, ou seja, é muito confuso delinear um caminho para ambos.

O maniqueísmo também pode estar relacionado com uma fonte de preconceitos, ou seja, uma visão maniqueísta esta cheia de uma visão etnocêntrica e de julgamentos, ou seja, torna determinados padrões como uma verdade absoluta, tende a entender que tudo que é diferente, tudo que é fora do padrão, é deduzido como mal.

Essa visão de generalização das coisas acaba atingindo diversos grupos e levando a discriminação, ou seja, a “demonizarão” do outro acaba tornando-se um pensamento preconceituoso e discriminatório, visão essa maniqueísta de mundo.

Veja também:

Kit Alfabetização Só Escola
TURBINE O APRENDIZADO DO SEU PEQUENO! Com o KIT SÓ ESCOLA seu filho ou aluno vai reforçar e/ou acelerar o processo de alfabetização. São centenas de atividades educativas lúdicas e atualizadas.