Tétano

Kit Só Escola Autismo

Com certeza você já ouviu falar que é perigoso furar o pé em um prego enferrujado devido ao risco de contrair o perigoso tétano, esses casos podem sim vir acontecer, mas é importante salientar, que a principal bactéria causadora do tétano pode ser encontrada em outros ambientes além do prego, como na terra, galhos, arbustos, fezes, em poças de água podre, na poeira e até mesmo no trato intestinal dos animais.

O contato com esses variados tipos de bactérias constitui o chamado “Tétano Acidental”, a doença não possui um grupo de risco especifico, ou seja, pode vir atingir qualquer pessoa que não é vacinada, e posteriormente se não receber a orientação necessária médica, algumas complicações sérias podem surgir no meio do caminho, podendo levar até a morte.

Mas, esse artigo não possui apenas notícias ruins, a boa notícia é que ela pode ser prevenida através da vacina antitetânica oferecida diretamente pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

Mas atenção, além da vacina é de suma importância conhecer os principais sintomas que veremos ao longo desse artigo super informativo, lembrando que, é estritamente necessário sempre buscar uma orientação médica para tirar as principais dúvidas e se for preciso um atendimento rápido.

AFINAL, O QUE É O TÉTANO?

Primeiramente o tétano não é uma doença de caráter infecciosa, ou seja, não passa de uma pessoa pra outra de forma direta, é causada por uma toxina de bacilo tetânico que desenvolve sem a necessidade de oxigênio, ou seja, anaerobicamente.

A doença é caracterizada principalmente pelas contraturas musculares dolorosas que podem surgir no primeiro princípio nos músculos da face, do pescoço e posteriormente até os músculos dos troncos, e alguns casos pode se estender por todo corpo, criando um cenário muito grave, pois a pessoa entra em estado de espasmos e convulsões, levando até a asfixia.

O agente infeccioso é um bacilo gram-positivo e anaeróbico conhecido como Clostridium tetani que em contato com a ferida afeta principalmente todo sistema nervoso.

O tétano é uma infecção muita rara, visto que no brasil há mais ou menos 15 mil casos por ano.

RESERVATÓRIO

O reservatório do agente infeccioso geralmente está contido no trato intestinal do homem e dos animais domésticos, temos como principal exemplo, os cavalos, esse bacilo pode viver no corpo sem causar nenhum problema.

O problema ocorre quando há algum tipo de ferimento, visto também como um reservatório rico para esse agente.

MODO DE TRANSMISSÃO

Como mesmo mencionado o tétano em si não é uma doença contagiosa, ou seja, não transmite de pessoa a pessoa.

Mas há meios em que o agente infeccioso é transmitido no chamado tétano acidental o agente bacteriano é introduzido no corpo através de um intermédio de um ferimento, geralmente ocasionado por algum perfurante contaminado com terra, poeira e até mesmo fezes humanas e de animais.

Essas bactérias são liberadas diretamente na corrente sanguínea e essas mesmas bactérias produzem um veneno chamado tetanospasmina extremamente perigoso, tão perigoso que chega a bloquear os principais sinais neurológicos da coluna vertebral para os músculos, ocasionando espasmos constantes, podendo até constituir uma lesão grave na coluna.

Veja também: Bronquite e Gardnerella.

PRINCIPAIS SINTOMAS

Os principais sintomas podem vir acompanhados de:

  • Espasmos musculares;
  • Rigidez no maxilar;
  • Rigidez de membros;
  • Rigidez Abdominal;
  • Dificuldade de abrir a boca;
  • Dores nas costas e nos membros.
  • Febre;
  • Sudorese;
  • Hipertensão;
  • Palpitações.

O momento em que ocorre a infecção até o surgimento dos primeiros sintomas leva um período de uma a três semanas, pois o período de incubação da bactéria é longa, podendo perdurar até sete a oito dias.

Importante salientar se houver alguma lesão na pele ou na mucosa, lave bem o local com água e sabão, e logo após, procure um atendimento médico, descrevendo todo o ocorrido e o que ocasionou o ferimento.

RECÉM NASCIDO

O tétano também pode ocorrer em recém nascidos, chamado de tétano neonatal, em linhas gerais, os sintomas começam a surgir entre o 5º e o 12º dia, em casos mais frequentes, em torno do 7º dia de vida, tanto que ficou conhecido como o “mal dos sete dias”

Importante ressaltar, que nos dias atuais o tétano neonatal é bem raro de acontecer, pois houve uma melhora significava na atenção à saúde durante o pré natal e o período após o nascimento.

Mas antigamente, a maioria dos partos aconteciam no próprio domicilio, realizados principalmente por parteiras, que tinham experiência em fazer o parto, mas não tinham condições higiênicas necessárias, acabando por utilizar matérias infectados

Nesse sentido, a infecção corre através do colo umbilical e a entrada do agente infeccioso acaba contaminando a criança.

Outros artigos: Anemia

IMUNIDADE

A doença não possui uma imunidade própria, ou seja, é apenas adquirida através da administração de vacinas que contém o toxoide tetânico, hoje com essas vacinas, a gestante consequentemente protege o recém-nascido de um possível tétano neonatal. 

FATORES DE RISCOS

Alguns fatores de riscos contribuem para o aparecimento do tétano e as suas principais complicações:

  • Um dos principais fatores de riscos é não ter tomado a vacina contra o tétano ou até mesmo não ter reforçado a segunda dose;
  • O indivíduo estar infectado com algum outro tipo de bactéria;
  • Estar com algum tipo de ferida na pele ocasionada por um algum objeto perfurante sujo, temos como exemplo os pregos;
  • Surgimento de inchaço no local da lesão.

ORIENTAÇÃO MÉDICA

É de suma importância procurar uma orientação médica para conferir se a vacina do tétano está em dia, e se é necessário tomar a segunda dose da vacina, ou seja, o reforço.

Atenção! Se você não foi vacinado, e sofreu alguma lesão grave seja por objetos perfurantes e enferrujados, é necessário procurar ajuda médica imediatamente.

É importante descrever com detalhes de como ocorreu o acidente e os principais sintomas, isso é necessário para que o diagnostico seja concreto.

O diagnóstico pode ser detectado apenas com alguns exames físicos, não sendo necessário a realização de testes laboratoriais, no primeiro momento o médico realiza uma análise dos músculos e a presença de espasmos e rigidez.

Lembrando que, os exames laboratoriais podem ser feitos para detectar a presença de outras doenças com sintomas parecidos.

QUAIS OS PRINCIPAIS TRATAMENTOS?

Infelizmente não há cura para o tétano, ou seja, a vacina é apenas a prevenção para o surgimento do mesmo. O tratamento disponível é focado principalmente na cicatrização da ferida que está infectada pela bactéria, e também o uso de alguns medicamentos para aliviar os sintomas, como antitoxinas, sedativos e antibióticos.

Em alguns casos mais graves, talvez seja necessário entrar com tubos respiratórios e até mesmo respiratório com oxigênio.

ATENÇÃO!!!

É extremamente importante cuidar bem da ferida e a sua higienização diária, mantendo-a sempre limpa e se possível com curativo para evitar o contato com outros agentes externos que podem complicar ainda mais o quadro.

Siga tudo que foi orientado pelo médico, tomando os medicamentos de forma correta, como os antibióticos.

Kit Alfabetização Só Escola
TURBINE O APRENDIZADO DO SEU PEQUENO! Com o KIT SÓ ESCOLA seu filho ou aluno vai reforçar e/ou acelerar o processo de alfabetização. São centenas de atividades educativas lúdicas e atualizadas.