Vacinação Infantil

Kit Só Escola Autismo

A vacinação é de extrema importância em todas as fases da vida, pois previne o aparecimento de doenças graves e o controle de infecção das mesmas. A vacina é uma espécie de capa protetora contra os agentes infecciosos que infelizmente ocasionam diversas enfermidades graves.

Nesse sentido, a imunização tem a maior importância principalmente durante toda a fase da infância, do nascimento até os 10 anos de idade, período esse em que a criança está em desenvolvimento e consequentemente são mais propiciais a terem alguma doença mais grave.

Vamos conhecer a sua importância e principalmente os tipos de vacina?  

A Vacinação Infantil
A Vacinação Infantil

A IMPORTÂNCIA DA VACINAÇÃO

Como sabemos as crianças passam pela fase de desenvolvimento e consequentemente são mais suscetíveis aos diversos tipos de doenças pelo fato das suas defesas imunológicas ainda serem bem fracas em comparação a uma pessoa já adulta.

Portanto, é necessário que a vacinação durante esse período seja iniciada o mais cedo possível, para que as mesmas estejam plenamente protegidas de todas as doenças.

 As vacinas são extremamente seguras e são raras as ocasiões que podem ocasionar algum efeito indesejado no organismo, efeito esse totalmente natural como: febre, vermelhidão e dor local, em contrapartida, os benefícios são maiores em relação a esses sintomas, é graças a ela que com o passar do tempo doenças como varíola e poliomielite foram erradicadas no Brasil.

A vacina é tão importante que existe o PNI (Programa Nacional de Imunização) administrado pelo MS (ministério da saúde), esse programa é de suma importância, pois propicia campanhas de vacinação direcionadas a população e a conscientização da mesma.

Vacine-se, a vacinação é totalmente gratuita e distribuídas em diversas unidades de saúde, claro, levando sempre a carteirinha de vacinação para o melhor controle, pois há vacinas que necessitam de reforço e até mesmo de algumas doses adicionais.

Assim, basta levar a criança em uma unidade de saúde (UBS) juntamente com a caderneta de vacinação, é de extrema importância que a dose seja administrada na fase correta, mas se por algum motivo isso não for possível, tem-se a possibilidade de voltar à unidade básica e atualizar as vacinas, as mesmas estão disponíveis para o conhecimento no Calendário Nacional de Vacinação destinada a crianças, adolescente e adulta. No total são 15 vacinas recomendadas a serem tomadas antes dos 10 anos de idade, vamos conhecê-las?

1 ª FASE DA VACINA

AO NASCER (2 RECOMENDADAS)

 O nascimento de uma criança sempre é motivo de muita felicidade, um ser tão frágil e indefeso ainda se acostumando com a claridade do mundo, não entende muito bem o que está acontecendo em sua volta, nesse sentido, esse recém-nascido precisa ser bem cuidado, principalmente na hora da vacinação, assim, logo após o nascimento, o bebê necessita tomar a BCG (Bacilo Calmette-Guerin) administrada em apenas uma única dose, essa vacina protege principalmente contra a tuberculose miliar e meníngea.

Sabe aquela cicatriz de marca de vacina que temos e fica com a gente pelo resto da vida? É a BCG, a mesma é aplicada sempre no braço direito.

E não é apenas essa vacina que é aplicada nesse período, temos também a imunização contra o aparecimento da Hepatite B, a mesma também é administrada na maternidade por volta de 12 horas após o nascimento, diferentemente da BCG é necessário ser administradas outras doses aos 2, 4 e 6 meses de vida.

Viu como essas vacinas são de extrema importância nesse período?

2 MESES (6 RECOMENDADAS)

Já com dois meses de vida outra vacinação de suma importância deve ser aplicada chamada de “Vacina pentavalente” que é a combinação de (DTP+Hib+Hep. B) essa combinação é tão potente que protege de cinco doenças extremamente perigosas pra saúde como:

  • Tétano
  • Difteria
  • Coqueluche
  • Hepatite B
  • Meningite, pneumonia, sinusite, doenças ocasionadas pelas bactérias (Haemophilus Influenza tipo b.)

O numero de aplicações depende de acordo com o tempo em que a primeira dose foi aplicada, mas geralmente devido ao fato de proteger de cinco doenças consequentemente o número de aplicações é menor.

Nesse período também é aplicada a dose da vacina poliomielite inativada (VIP) ou conhecida também como Vacina Oral Poliomielite (VOP) a vacina ajuda a proteger da poliomielite (paralisia infantil).

Mas atenção, o tipo de vacina ocorre de acordo com a idade da criança, ou seja, dos 2 aos  6 meses a VIP é a mais indicada, posteriormente com 15 meses e 4 anos de idade é necessário fazer o reforço da mesma com a VOP, mas não se preocupe, as doses são em gotinhas.

As chamadas bactérias pneumococos é muito presente nessa fase, por esse fato, existe a vacina oral de rotavirus Humano, essa imunização age contra a diarreia e a pneumocócica 10-valente que também age contra essas bactérias e a prevenção da pneumonia, otite, meningite.

3 MESES (3 RECOMENDADAS)

Por volta dos 3 meses de vida a vacina indicada é a meningocócica  C (conjugada) , ela a principal combatente da chamada meningite C, nessa idade é adequado apenas a primeira dose.

4 MESES (5 RECOMENDADAS)

Já com 4 meses temos a indicação da  segunda doce das seguintes vacinas: penta que previne contra o tétano, difteria, coqueluche, hepatite B e infecções causadas pelo Haemophilus influenza B. Há também a vacina poliomielite 1,2 e 3 que previne a poliomielite, Pneumocócica 10 valente (conjugada) , e por fim, Rotavírus Humano.

5 MESES (3 RECOMENDADAS)

Já aos cinco meses de vida a segunda dose da meningocócica A, B E C são administradas a criança.

6 MESES ( 6 RECOMENDADAS)

Com 6 meses a terceira doce da vacina pentavalente  e a poliomielite 1,2 e 3 (inativada) VIP.

9 MESES (1 RECOMENDADA)

Aos nove meses surge à necessidade de tomar uma das vacinas mais importantes contra a febre amarela, dependendo de cada caso e organismo a vacina só é aplicada em uma única dose por toda vida.

12 MESES (7 RECOMENDADAS)

Já com 1 ano de idade e com todas as vacinas em dia, a criança necessariamente deve tomar a dose única da tríplice viral, como o próprio nome sugere, a vacina protege de três enfermidades importantes:

  • Caxumba;
  • Rubéola;
  • Sarampo;

E o reforço da vacina pneumocócica 10-valente (conjugada) e também da Meningocócica C (Conjugada)

15 MESES (5 RECOMENDADAS)

Por volta dos 15 meses é feito o primeiro reforço da DTP (tríplice bacteriana) que protege contra a difteria, tétano e coqueluche, vacina poliomielite 1 e 3 (atenuada), (VOP) e também reforço, Hepatite A (uma dose), Tetra Viral ( sarampo, caxumba, varicela/catapora) apenas uma dose.

4 a 6 ANOS (4 RECOMENDADAS)

Já com 4 anos a criança já super protegida com todas as vacinas anteriores  recebe o segundo reforço das vacinas DPT e VOP, e a varicela atenuada ( uma dose).

10 ANOS (2 RECOMENDADAS)

Aos 10 anos de idade, se caso necessitar, ocorre o reforço da vacina contra a febre amarela, e o HPV (previne o papiloma que causa câncer e verrugas genitais)em meninas de 9 a 14 anos

Veja o exemplo da carteirinha com as vacinas indicadas na imagem abaixo:

Calendário Vacinal

MITOS DA VACINAÇÃO

Muitas pessoas ainda acreditam que a vacinação pode ocasionar algum dano a saúde, acredite! Abaixo listamos os principais mitos acerca da vacinação que você precisa conhecer!

  • Muitas pessoas acreditam que apenas com o saneamento básico e a boa higienização das mãos estão livres de qualquer doença, ou seja, a vacina não é necessária, engana-se, é claro que uma boa higiene previne o aparecimento de doenças, porém muitas infecções se espalham mesmo com a boa higienização das mãos e o bom saneamento básico;
  • Outro mito é que muitas pessoas ainda tem o medo de se vacinar por conta de possíveis reações, tanto que ainda se é espalhado que a vacina pode vir a ser fatal! É necessário desmitificar essa ideia, será fatal se caso a pessoa não se prevenir com elas, as imunizações  são totalmente seguras, tanto que antes de serem colocadas disponíveis pelo SUS, é feito toda uma analise de verificação.
  • E por fim, alguns ressaltam a ideia que se uma criança tomar muitas vacinas no período que é necessário pode prejudicar a saúde da mesma, ocasionando efeitos adversos! Mas, é claro, que isso é mito! As vacinas colaboram e muito para a formação de barreiras de proteção a criança e principalmente o fortalecimento imunológico.
Kit Alfabetização Só Escola
TURBINE O APRENDIZADO DO SEU PEQUENO! Com o KIT SÓ ESCOLA seu filho ou aluno vai reforçar e/ou acelerar o processo de alfabetização. São centenas de atividades educativas lúdicas e atualizadas.