O que são Mananciais?

Kit Só Escola Autismo

Mananciais são áreas que possuem corpos d’água como rios, represas, nascentes, riachos, lençóis freáticos que são usados para o abastecimento de água doce tanto superficiais e subterrâneas para o consumo da população, devido a isso, é de suma importância garantir a sua preservação, principalmente das matas que estão próximas dessas regiões de corpos d’água, ou seja, as matas ciliares.

Nesse sentido, a preservação garante a qualidade e a quantidade da agua que utilizamos para o consumo diário e para inúmeros fins como tomar banho, cozinhar, irrigação, para beber, dentre outras funções.

PRINCIPAIS QUESTÕES

As principais questões ambientas que envolvem as áreas mananciais é que as mesmas estão sendo ocupadas de forma irregular e consequentemente leva a retirada das matas ciliares que protegem essa região.

Lembrando que, precárias redes de saneamento básico também afetam diretamente esses espaços, isso ocorre, pois ainda existem muitas cidades espalhadas no Brasil que possuem uma rede de saneamento básico precário que na maioria dos casos não consegue atender toda a população de maneira adequada.

Em certas regiões a coleta de esgoto acontece nas residências, esse esgoto é apenas coletado e parte dele é despejado sem tratamento algum nos espaços mananciais, percebeu o problema? Sem contar as redes de esgoto clandestinas que despejam essa substância de forma inadequada.

A grande ocupação de moradias em volta é uma preocupação gigantesca, principalmente no fato em que muitos acabam jogando lixo nessas nascentes formando assim o acumulo e consequentemente a poluição e contaminação dessas nascentes.

A retirada das matas ciliares agravam ainda mais o cenário, pois são as mesmas que formam uma barreira de proteção em torno dos rios para evitar o acumulo de sujeira no fundo desses espaços.

Esses componentes desfavoráveis citados acima favorecem a redução de absorção da chuva pelo solo, ou seja, quando chove em uma região, uma parte da chuva é jogada diretamente na represa, mas a represa não será apenas abastecida pela água da chuva, uma parte dela infiltra no solo que fica saturado, ou seja, encharcado, uma parte dessa água vai começar a ser drenada para rios e represas gradualmente.

Portanto, os rios são alimentados de água de duas formas, através da chuva e do solo.

É nesse sentido que entra o papel da vegetação, pois a vegetação é fundamental para facilitar a infiltração da água da chuva, quando a vegetação é retirada, consequentemente vai ter muito menos água sendo absorvida pelo solo

Além disso, com a retirada da vegetação o solo vai ficando exposto a incidência direta de raios solares e muito mais água dessa terra será perdida por evaporação.

Ao tirar a vegetação que é muito importante para dar estabilidade ao solo, irá constituir uma erosão e o desmatamento intensifica o processo erosivo.

Assim, todo esse material retirado pela chuva e vento do solo pelo aumento da erosão vai ser despejado no rio e provocar um processo chamado de assoreamento.

EXEMPLOS DE MANANCIAIS

Pelo fato do crescimento acelerado das grandes cidade, principalmente São Paulo, afetou diretamente os mananciais próximas a áreas urbanas, temos como exemplo, o rio tiete, que antigamente poderia ser um dos rios mais importantes para o abastecimento de água a toda população, mas devido à grande quantidade de poluição que veio sofrendo aos longos de 10 anos transformou o rio em um verdadeiro esgoto a céu aberto.

Infelizmente outras reservas estão sendo afetadas, como a represa de Guarapiranga que vem sofrendo com ocupações clandestinas e o grande aumento de esgoto jogados sem nenhuma consciência em suas nascentes. Segundo os dados fornecidos pela própria Sabesp, nos anos 80 a região contava com 330 mil habitantes saltando para 750 mil em 2000, nesse sentido, a situação se agravou devido à elevação dos custos com saneamento básico dificultando mais ainda a preservação do local.

Saindo um pouco da capital de São Paulo, Minas gerais também possui dois mananciais de suma importância como o Rio das Velhas e a represa Vargem das Flores, localizado em Belo Horizonte-MG.

Infelizmente esses dois rios também sofrem com a grande poluição dos esgotos que são descartados de forma errada e a contaminação por metais pesados que também são despejados de forma brutal por usinas siderúrgicas nas margens desses rios. A boa notícia é que esses mananciais estão sendo recuperados através do projeto de revitalização.

Podemos citar outro manancial como o Rio Piracicaba localizado no interior de são Paulo, infelizmente grande parte das suas margens e afluentes estão poluídas devido as grandes cidades como Campinas e limeira.

E por fim, o rio Guandu localizado no Rio de Janeiro, infelizmente é um dos mananciais mais poluídos do território brasileiro, a poluição é tanta, que o manancial tem que contar com a ajuda do Rio paraíba para diminuir a sua poluição, lembrando que, por mais que o aumento do manancial guandu é seis vezes maior com o rio paraíba, não é o suficiente para desprover de toda sujeira, assim, o rio paraíba também fica com a função de abastecer as cidades do sul do estado.

LEIS DE PROTEÇÃO DOS MANANCIAIS

Os mananciais são protegidos por uma lei estadual especifica de proteção, Nº 9.866, criada e promulgada no ano de 1997 na capital de São Paulo.

Essa lei tem como objetivo principal acentuar a grande importância da preservação desses ambientes, tendo como principais objetivos:

“Art.2º. São objetivos da presente lei:

  1. Preservar e recuperar os mananciais de interesse regional no Estado de São Paulo;
  2. Compatibilizar as ações de preservação dos mananciais de abastecimento e as de proteção ao meio ambiente com o uso e ocupação do solo e o desenvolvimento socioeconômico;
  3. Promover uma gestão participativa, integrando setores instâncias governamentais, bem como a sociedade civil;
  4. Descentralizar o planejamento e a gestão das bacias hidrográficas desses mananciais, com vistas à sua proteção e à sua recuperação;
  5. Integrar os programas e políticas habitacionais à preservação d meio ambiente.”

VOCÊ SABIA?

Por qual motivo tem tantas pessoas morando nas áreas mananciais? Infelizmente é um grande problema social no Brasil, devido ao modelo de urbanização que ocorreu no território brasileiro no século XX, e durante esse processo de urbanização uma parcela significativa da população brasileira teve uma inserção precária, houve assim um problema significativo de moradias, e portanto essas pessoas foram morar em lugares inadequados como mangues, encostas de morros, várzeas de rio, e áreas mananciais.

Kit Alfabetização Só Escola
TURBINE O APRENDIZADO DO SEU PEQUENO! Com o KIT SÓ ESCOLA seu filho ou aluno vai reforçar e/ou acelerar o processo de alfabetização. São centenas de atividades educativas lúdicas e atualizadas.